You are currently viewing INFRAESTRUTURA DE TI: A IMPORTÂNCIA PARA O FUTURO DE UMA EMPRESA

INFRAESTRUTURA DE TI: A IMPORTÂNCIA PARA O FUTURO DE UMA EMPRESA

Em tempos de isolamento social, a transformação digital se reveste de uma importância ainda maior. O mundo e os negócios nunca mais serão os mesmos depois de 2020. O movimento mundial mostrou que a tecnologia é pauta obrigatória para todas as empresas. Já escrevemos um artigo sobre Estratégia ou Estrutura organizacional. Hoje vamos falar detalhadamente sobre a infraestrutura de ti, sua importância e como lidar com ela de forma estratégica vai fazer toda a diferença para a sua empresa. Aproveite e pratique!

Uma estrutura de TI abrange desde o ambiente doméstico até grandes corporações, onde sua relevância é grande, pois permite desenvolver, testar, suportar, controlar e entregar uma gama de soluções de TI aos colaboradores de uma companhia, além de seus clientes e parceiros. A gestão da infraestrutura de TI inclui políticas e estratégias de tecnologia, equipamentos, dados, recursos humanos e parcerias terceirizadas.

Para que tudo isso funcione são necessários equipamentos e redes, além de sistemas e instalações que possibilitam o gerenciamento e a operação de uma área de Tecnologia da Informação. Assim, como vimos até agora, a infraestrutura vai além de apenas os elementos físicos (máquinas e periféricos). Ela inclui também os elementos virtuais que permitem o funcionamento de todos os processos tecnológicos do negócio. O virtual e o físico precisam evoluir juntos. Pense no seguinte: um hotel fazenda que oferece aos seus hóspedes, TV de tubo. Eles não terão a qualidade HD, por mais remendos que façam. Outro situação: Um hotel inteligente, com tudo automatizado, TV 5G, mas que não atualizou com o provedor. Os clientes não terão velocidade e qualidade para assistirem Netflix, por exemplo. Agora pense em sua empresa: é a mesma lógica. O Físico supre o virtual e vice versa. Caso contrário sua empresa estará atrasada e fazendo investimentos que não serão usufruídos.

Vamos elencar a seguir o que se considera parte da infraestrutura:

  • Gestão e armazenamento de dados;
  • Hardwares;
  • Plataformas de comunicação e redes;
  • Plataformas de internet;
  • Serviços integrados;
  • Sistemas operacionais;
  • Softwares e aplicativos.

Assim, antes de planejar a infraestrutura de TI de uma empresa, é necessário pensar nas demandas do negócio e todos os processos envolvidos, a fim de se estabelecer um fluxograma detalhado ou mapa de processos para que a estrutura seja durável ou facilmente adaptável às demandas futuras. Vamos falar um pouco da importância dela.

A Importância da Infraestrutura de TI para uma Empresa

O mundo está conectado e a dependência da tecnologia é percebida em todas as dimensões, especialmente no âmbito dos negócios. Por menor ou mais local que ele seja, o mínimo de infraestrutura de TI é necessário. Seja para entrar em contato com clientes e fornecedores ou simplesmente para aceitar pagamentos com cartões de crédito.

Quanto maior a empresa, maior a demanda por tecnologia: gerenciamento de dispositivos, softwares de gestão, automação de processos, gerenciamento de dados, integração de filiais em diferentes partes do mundo são apenas algumas delas, comuns a empresas de diferentes portes e setores da economia. Nesse contexto, a busca de informações, o planejamento correto a fim de se fazer o melhor investimento é crucial a fim de atingir os objetivos.

Uma infraestrutura de TI adequada apresenta os seguintes benefícios, entre outros:

  • Aumento da produtividade – ao reconhecer e adotar as melhores soluções em TI, as perdas de tempo e capital para solucionar falhas reduzem. Fica mais fácil focar no que realmente importa, ou seja, oferecer o melhor serviço/ produto para o seu cliente.
  • Melhoria na qualidade do serviço prestado – quando os processos fluem sem obstáculos e atrasos, os resultados apresentados serão melhores. Sem interrupções no tráfego de informações, é possível entregar melhor desempenho e valor agregado ao serviço prestado.
  • Redução de custos – os investimentos em TI significam  adotar as soluções que oferecem o melhor custo-benefício para o negócio, sem desperdício de recursos e com foco na manutenção do fluxo de informações. E o resultado? Menos gastos com retrabalho, reparação de danos e recuperação de dados.

Como você viu até agora, independente do porte ou segmento de um negócio, traçar um projeto estratégico de investimento em infraestrutura de TI é essencial para não apenas inovar, mas para manter a empresa atualizada  e conectada com o mundo e o mercado.

O outsourcing de TI possibilita que a empresa foque nas demandas dos clientes, enquanto o provedor de soluções de TI garante o funcionamento e a manutenção dos recursos tecnológicos. A MR Soluções oferece esse serviço e toda a linha Dell com os melhores preços. Veja ao final desse artigo. 

Elaborando Projetos de TI

Como dito no início, a melhor forma de se chegar a uma infraestrutura de TI adequada para o seu negócio é começar com um projeto bem-feito. Estudar as necessidades e, a partir delas, selecionar os recursos e soluções necessárias. Ah, não se esqueça dos objetivos, pois eles podem ir além de apenas suprir as necessidades. Se necessário converse com um consultor de Planejamento Estratégico par arejar a mente.

Isso feito, preparamos algumas informações valiosas para você elaborar um bom projeto de infraestrutura de TI e encontrar parceiros que agreguem mais valor aos seus processos.

1.     Estude sua demanda

O primeiro passo para decidir qual é a melhor infraestrutura é  conhecer quais são os problemas da organização. Parece óbvio, mas é comum gestores solicitarem investimentos em serviços de TI além – ou aquém – de suas necessidades e esse recurso acaba desperdiçado.

Por isso, é importante analisar a situação de toda a empresa e definir as necessidades de cada setor, para que o projeto esteja adequado a todos. Novamente, se você não tem como fazer isso ou não tem quem faça, contrate o SEBRAE ou outro órgão para fazer o mapeamento dos seus processos, se estiver no perfil de cliente.

2.     Escolha Fornecedores Consolidados

Ao selecionar determinada solução de TI, é preciso levar em consideração o perfil dos usuários daquela tecnologia, os benefícios consequentes de sua adoção, a manutenção e atualização necessárias para conservar seu bom funcionamento, além da assistência técnica. Além disso, é importante considerar a escalabilidade tecnológica, ou seja, se a solução almejada pode continuar a ser usada ou ser facilmente adaptada no caso de expansão e desenvolvimento do negócio.

3.     Elabore uma RFP para buscar o melhor provedor

Mais do que uma solicitação de proposta, uma RFP (Request for Proposal, ou Pedido de Proposta) é um documento completo com as informações básicas e fundamentais sobre o negócio, requisitos para o fornecimento, escopo de trabalho, volumetria de processos e resultados desejados. Ver se consigo RFP free

4.     Registre, guarde, faça backup

 Desde os mapas finalizados, fluxos,  critérios de escolha da infraestrutura de TI até as decisões para corrigir falhas, passando pela implementação e mudanças, tudo precisa ser guardado da forma mais completa possível.  Essas informações são como uma planta de uma casa, um esqueleto. E qualquer pessoa no futuro poderá compreender o processo e a jornada.  Além disso, não se perdem as informações de clientes, ou seja, o maior patrimônio da empresa. Guarde tudo em nuvem. Se precisar, consulte nosso serviço de consultoria

Antes de finalizar, vale dizer que empresas prosperaram depois que investiram de modo correto em TI. Assim, se você está pensando no futuro próspero, inclua essa pauta. Até o próximo!

Deixe um comentário